Conheça os perfis financeiros de condomínios e estratégias para a gestão

Para que o condomínio não sofra com problemas financeiros, não basta que o gestor controle o fluxo de caixa e administre bem os recursos. Também é importante conhecer os perfis financeiros de condomínios, a fim de tomar as melhores decisões e traçar estratégias financeiras mais eficazes, de acordo com cada caso. 

Afinal de contas, sazonalidades nos pagamentos, impontualidades, inadimplência e mesmo o valor total da arrecadação mensal podem representar grandes desafios para a gestão

Por isso, no artigo de hoje vamos listar e explicar os perfis financeiros de condomínios para que você possa descobrir qual é o seu caso e definir suas próximas ações. Acompanhe a leitura.

O que são os perfis financeiros de condomínios?

Os perfis financeiros de condomínios englobam o conjunto de características que cada empreendimento possui na forma como a gestão administra os recursos

É claro que cada condomínio possui um perfil diferente do outro. Entretanto, existem particularidades e aspectos comuns. E, nesse sentido, é possível criar uma classificação. Basicamente, eles podem ser divididos em:

  • Econômico;
  • No limite;
  • Devedor;
  • Investidor.

Conheça agora a definição de cada um dos perfis e as melhores estratégias e ações para a gestão financeira dos condomínios

Perfil Econômico

No fluxo de caixa do condomínio econômico, entra mais dinheiro do que sai. Os recursos arrecadados mensalmente através das cotas condominiais dão conta de cobrir todas as despesas do condomínio – ordinárias e extraordinárias. 

Ainda que ele possua gastos em um prazo mais longo, como um financiamento, por exemplo, o dinheiro é suficiente para pagar as parcelas e ainda guardar para o futuro. 

Isso significa também que esse condomínio possui um Fundo de Reserva e outros fundos, como o de Melhorias e o Trabalhista, devidamente provisionados para possíveis emergências, como obras e rescisões de funcionários, por exemplo. 

Em um condomínio econômico, o gestor dispõe de recursos para traçar estratégias e investir em projetos mais audaciosos, já que tem margem para isso, ao mesmo tempo em que não existe problema em manter as contas do dia a dia. 

Perfil No Limite

Neste caso, o condomínio não está no vermelho, mas gasta praticamente toda a sua renda mensal com as despesas ordinárias e extraordinárias. É possível que exista algum dinheiro guardado, mas o valor que a gestão consegue poupar não é tão alto. 

É importante que a gestão adote uma atitude mais controlada em relação às finanças condominiais, livrando-se, o quanto antes, dos débitos e mudando sua relação com o orçamento em geral.

E, já que o planejamento para perfis financeiros de condomínios fica um pouco mais restrito nesse caso, que tal avaliar as despesas e buscar uma fonte de renda, como o aluguel de algum espaço sem uso?

Analise o fluxo de caixa com cuidado e verifique custos altos demais ou mesmo supérfluos, para efetuar os cortes necessários e criar estratégias de contenção. Se o seu condomínio tem custos consideráveis com a manutenção da conta, por exemplo, você pode convocar uma reunião com os condôminos e considerar a troca de instituição bancária. 

O CondoConta, banco parceiro dos condomínios, zerou as tarifas para manutenção de conta e TED. Além disso, você vai encontrar muito mais facilidade de acesso a crédito condominial e outras vantagens para a gestão financeira do seu empreendimento.  

Perfil Devedor 

A arrecadação deste perfil de condomínio é inferior ao fluxo de dinheiro que sai de sua conta. A situação financeira está crítica e ele está negativado.

Mas, nem tudo está perdido! O gestor precisa rever todo o orçamento mensal e cortar muitos gastos para sair do vermelho. Nesse cenário, é indispensável adotar um bom controle das finanças. 

Para isso, é preciso esquematizar um plano urgente. A gestão pode aplicar algumas estratégias de economia, como a otimização da folha de pagamento, redução do consumo de energia e de água, planejar as compras em atacados, entre outras possibilidades. 

Se mesmo depois disso a situação não melhorar, talvez seja necessário um ajuste na cota condominial. Novas fontes de receitas são bem-vindas para este perfil e as contas em atraso precisam ser quitadas. Pensar em um financiamento para pagar todas as dívidas pode ser uma saída.

Mas, também é possível, e bastante aconselhável, contar com uma solução para garantir o fluxo de caixa do condomínio, como a Receita Garantida CondoConta, que antecipa o valor total equivalente às cotas condominiais todos os meses, mesmo que haja inadimplentes. 

Assim, evita-se atrasos no pagamento de contas, calendário de manutenções, benfeitorias, despesas com pessoal e outras questões importantes. 

Os riscos de inadimplência e o trabalho de cobrança dos condôminos também passam a ser de inteira responsabilidade do CondoConta, que negocia diretamente com cada condômino, de forma profissional e humanizada, e cuida de todas as questões legais. 

Veja outros benefícios importantes:

  • Receita garantida e previsível, todos os meses;
  • Mais tranquilidade para planejar obras e melhorias;
  • Possibilidade de redução do valor da cota condominial;
  • Eliminação dos gastos jurídicos com cobranças;
  • Redução dos conflitos por cobranças;
  • Cota de condomínio estável e previsível;
  • Valorização do imóvel.

Converse com um especialista e entenda como contratar a Receita Garantida para o seu condomínio. 

Perfil Investidor

A situação do perfil investidor se aproxima bastante do econômico, com a diferença de que a gestão arrisca um pouco mais e entende a importância de fazer  bons investimentos

A gestão desse tipo de condomínio realmente estuda a dinâmica do dinheiro, conhece a diferença entre ativo e passivo, sabe planejar, economizar e possui conhecimento para fazer o dinheiro do empreendimento multiplicar.

Dentre os perfis financeiros de condomínios, o investidor é aquele em que o síndico busca cada vez mais conhecimento sobre aplicações e estuda minuciosamente os riscos de cada investimento.

As estratégias que podem ser aplicadas aqui também se parecem com o que é indicado para o perfil econômico. Já que existe um equilíbrio no fluxo de caixa e a saúde financeira do empreendimento é estável, busque bons investimentos, seguros e com liquidez e melhorias que realmente agreguem valor e aumentem a qualidade de vida no condomínio. 

Que tal investir em energia solar para o empreendimento? Este é um dos perfis financeiros de condomínios que permite planejar um financiamento para investir em uma solução sustentável para a geração de energia, sem que as parcelas pesem no bolso. 

O investimento tem retorno garantido e costuma se pagar com economia, que pode chegar a 90% da conta de energia elétrica, e valorização do empreendimento. 

O gestor também pode planejar outros investimentos em melhorias para o condomínio, como a troca dos motores de portões, que geram custos de manutenção, individualização de hidrômetros para a economia de água ou novos projetos para as áreas comuns, por exemplo.

Para os diferentes perfis financeiros de condomínios, o CondoConta oferece Financiamento Condominial facilitado, com juros justos e um processo desburocratizado. 

Veja outras situações em que um condomínio pode precisar de recursos rapidamente, e para as quais o financiamento se mostra como uma alternativa bastante vantajosa:

  • Pagamento de 13º salário e rescisão de funcionários;
  • Realização de obras, reformas e benfeitorias;
  • Realização de manutenção corretiva e preventiva;
  • Instalação de novos equipamentos e estruturas;
  • Reorganização financeira do condomínio.

Para contratar o Financiamento Condominial CondoConta, basta fazer uma simulação e solicitar o crédito desejado em um plano de pagamento adequado à sua possibilidade.  

Aqui, você trabalha com um banco especializado e exclusivo para atender os condomínios e suas particularidades. Dessa forma, é possível acessar os recursos o quanto antes e, quem sabe, desenvolver um plano de arrecadação para o pagamento posterior. 

Tem interesse em saber mais? Faça uma simulação!

Veja ainda: O que considerar ao simular um empréstimo para condomínio?

Investir o Fundo de Reserva, bem como outros fundos, também é uma excelente forma de garantir rendimento e valorização. No CondoConta, o síndico pode fazer a aplicação de forma simples, pelo app, e ver o dinheiro render 100% do CDI, com liquidez diária. 

Como vimos ao longo do artigo, os perfis financeiros de condomínios são diferentes, e é claro, cada caso precisa ser estudado minuciosamente para entender qual é a realidade e as melhores estratégias e possibilidades de ação. 

De toda forma, é importante contar com liberdade para a sua gestão. Que tal um banco para condomínios como parceiro para garantir a sua tranquilidade? 

Abra a conta do seu condomínio no CondoConta e aproveite todos os benefícios! 

X