Tomadas para carros elétricos e a adequação dos condomínios

A tecnologia e a sustentabilidade são temas que vêm ganhando cada vez mais força e popularidade no Brasil. Uma prova disso é o aumento do interesse da população pelos veículos eletrificados. Com o crescimento nas vendas, é natural que os condomínios também tenham que se adequar, dispondo de tomadas para carros elétricos nas garagens.  

Grandes marcas, como Volvo, Fiat, Citroen, Peugeot e Renault já oferecem ou estão se preparando para oferecer modelos nessas categorias para clientes no país.

No entanto, não são todos os prédios que já disponibilizam as tomadas para carros elétricos, fato que precisa ser considerado antes de comprar o seu automóvel ou mudar de casa. 

Mas, como se trata de um tema recente no mercado brasileiro, muitos ainda têm dúvidas quanto à adequação para oferecer os pontos de recarga. É sobre isso que vamos tratar hoje. Acompanhe a leitura!

Vendas aquecidas

Segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), o mercado de veículos eletrificados no Brasil entrou em 2022 com 2.558 emplacamentos nos primeiros 30 dias do ano.

Foi o melhor mês de janeiro de toda a série histórica da ABVE, com um crescimento de 93% sobre os 1.321 emplacamentos de janeiro de 2021, e de 63% sobre janeiro de 2020 (1.568).

A frota de automóveis e comerciais leves eletrificados em circulação no país, desde 2012, já é de 79.817 unidades, devendo passar de 100 mil no início do segundo semestre.

O aumento das vendas justifica que construtoras e incorporadoras de condomínios prevejam em seus projetos a estrutura necessária para adequar tomadas para carros elétricos.

Como funciona a instalação de tomadas para carros elétricos?

A instalação de tomadas para carros elétricos deve seguir quatro fases:

  1. Análise de disponibilidade de potência 
  2. Realização do projeto elétrico
  3. Adequação civil e elétrica 
  4. Instalação dos carregadores

Como se trata de uma área comum, a energia elétrica da garagem faz parte dos gastos comuns do condomínio. A alternativa para isso são os sistemas diretos de carregamento, que usam tecnologia inteligente. Assim, o custo da energia utilizada é distribuído somente entre os usuários que possuem carro elétrico.

Quando os carregadores são ligados na tomada geral do condomínio, o rateio é automatizado e o valor referente ao consumo real é destinado ao seu respectivo usuário. Em condomínios mais modernos, já é possível ligar o carregador direto no relógio do proprietário.

Os edifícios são obrigados a implementar esse sistema?

São Paulo saiu na frente, com o Projeto de Lei 01-00346/2017, sancionado em 31 de março de 2021, que torna obrigatório que novos condomínios residenciais e comerciais disponibilizem tomadas para carros elétricos e híbridos nas garagens, com medição independente de consumo. 

No entanto, essa obrigatoriedade não contempla prédios residenciais e comerciais com obras em andamento ou prontos, o que não impede a instalação da tecnologia em condomínios com condições elétricas e financeiras suficientes.

Além disso, a lei é válida somente para a cidade de São Paulo. Contudo, com a chegada de mais automóveis elétricos no país, logo poderá ser tendência também em outras cidades.

A decisão precisa passar por assembleia?

Toda e qualquer decisão desse tipo precisa ser discutida em assembleia, ainda mais quando representa custo para o condomínio. Mesmo que o prédio tenha condições para ter tomadas para carros elétricos, mas não queira custear, o condômino não pode fazer a instalação individual sem permissão.

A assembleia é que irá determinar a instalação ou não e também qual modelo e quantos pontos serão instalados, bem como definir os horários de uso.

Caso a instalação das tomadas para carros elétricos não seja aprovada, a sugestão é utilizar carregadores portáteis, de menor capacidade, que, geralmente, acompanham os veículos de fábrica. 

Mas, até mesmo os carregadores portáteis dependem de tomadas na tensão correta e aterradas. Se não houver uma disponível, o condômino precisará arcar com o custo da instalação e pagar o valor extra da energia que utilizar a mais.

Vantagens da instalação de tomadas para carros elétricos

Com a previsão de se tornar cada vez mais comum o uso de automóveis elétricos no país, a instalação dos carregadores em condomínios pode ser muito benéfico para o imóvel. Afinal, contar com tomadas para carros elétricos pode se tornar um fator decisivo na hora de alugar ou comprar um apartamento no local.

Afinal, esse sistema traz diversas vantagens, tanto para o motorista, quanto para a sociedade, como sustentabilidade, economia, eficiência e segurança – todas fundamentais para nosso futuro.

Assim como tudo está em constante transformação, com os condomínios não é diferente. Buscar a modernização e atualização do empreendimento significa contribuir para a valorização do patrimônio de todos os condôminos. 

Para facilitar essa atualização, que tal contar com o financiamento condominial do CondoConta? O banco oficial dos condomínios brasileiros oferece uma linha de crédito rápido, fácil e sem burocracia, exclusiva para condomínios. Desta forma, é possível fazer um financiamento para a instalação de tomadas para carros elétricos.

Solicite uma simulação e leve essa pauta para a próxima assembleia condominial! 

Gostou deste conteúdo? Para ler mais artigos como este, continue navegando no nosso blog.

X