Acessibilidade: saiba mais sobre condomínio para idosos

Um de nossos desejos mais comuns é poder chegar à terceira idade com dignidade, saúde e bem-estar. A casa onde moramos tem importância fundamental para que possamos continuar exercendo nossa independência e autonomia. Diante disso, são necessárias cada vez mais opções de moradias específicas para esse momento da vida. Uma das novidades mais recentes é a construção de condomínio para idosos

Sabe-se que a população brasileira está envelhecendo. Hoje, a porcentagem de pessoas com mais de 65 anos é de 9,83%, e esse número aumentará para 25,49% em 2060, conforme as projeções do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

É fácil comprovar a veracidade desses números nos condomínios das cidades, onde é cada vez mais comum identificar idosos que moram sozinhos. Entretanto, também é do conhecimento de todos que, à medida que a idade avança, as limitações aparecem. Daí a importância de estudar essa nova realidade e propor opções acessíveis para a qualidade de vida na terceira idade.

Um condomínio para idosos vem de encontro a essa necessidade e inverte a lógica: ao invés de o idoso sair de sua casa para receber cuidados especiais em uma casa de repouso, por exemplo, esses cuidados são inseridos dentro do condomínio onde ele vive. A proposta do novo conceito de moradia é proporcionar praticidade, conforto e segurança, sem restringir o convívio social, com amigos e familiares. 

Características de um condomínio para idosos

Com a crescente demanda, o condomínio para idosos vem sofrendo adaptações no seu conceito. Desta forma, novos negócios no setor têm tornado esta alternativa cada vez mais acessível para todos os bolsos. 

O que não pode mudar é o fato de atender às necessidades especiais dos idosos. Para garantir a acessibilidade e a mobilidade, é necessário:

  • Portas e corredores largos;
  • Banheiro adaptado com apoiadores e um tamanho que permita, inclusive, movimentar-se com cadeira de rodas;
  • Pisos sempre antiderrapantes;
  • Elevadores acessíveis; 
  • Móveis que atendam aos padrões de segurança;
  • Ausência de escadas e degraus;
  • Botões de emergência estrategicamente posicionados em cômodos, como quarto e banheiro;
  • Localização próxima de pronto-socorro e hospitais.

Condomínio para idosos: disponível para todos os bolsos 

O condomínio para idosos já é uma realidade em todo o mundo, com estruturas admiráveis, atividades físicas e cuidadores disponíveis 24 horas por dia. No entanto, viver nestes locais pode ter um custo elevado, tornando-se inacessível para uma boa parcela da população. 

Pensando nisso, o governo da Paraíba inaugurou o programa Cidade Madura, na cidade de João Pessoa, destinado a idosos de baixa renda. O condomínio para idosos oferece posto de saúde, academia ao ar livre, horta comunitária, pista de caminhada, centro de convivência, salas de aula, de TV e de fisioterapia, copa, banheiros acessíveis e até um redário (espaço de relaxamento com redes, para que os condôminos possam curtir momentos de leitura ou tirar um cochilo). 

A iniciativa é pioneira e inédita no Brasil, e cede moradia aos idosos até que eles decidam sair do local.

Já o edifício Vintage Senior Residence, primeiro empreendimento de Porto Alegre a contar com uma infraestrutura completa para atender pessoas com mais de 60 anos, disponibiliza serviços condominiais, áreas de lazer e care apartments. Cada apartamento (de 42m²), de um dormitório, custa em média R$ 550 mil.  

No valor do condomínio, estão inclusas 15 atividades de lazer e bem-estar, como horários de hidroginástica, alongamento, oficina semanal de artesanato e apresentação musical, além de ações de saúde mensais e um posto de apoio à saúde dentro do empreendimento, entre outros benefícios. 

Em ambos os casos, a ideia do condomínio para idosos é melhorar a experiência dos moradores, combinando boas práticas de saúde com atividades de bem-estar e lazer

Dicas para um condomínio acessível

Nos condomínios mistos, onde vivem pessoas de todas as idades, é possível implementar melhorias e adaptações, para tornar o local acessível e confortável a todos os públicos. Além dos idosos, é preciso pensar nos cadeirantes, mães com crianças de colo, pessoas com mobilidade temporariamente reduzida, e outros casos. 

Possibilitar a acessibilidade de todos não é somente uma questão de cidadania, mas também legal. Isso porque, a partir de 2020, todos os novos empreendimentos residenciais devem ser acessíveis, de acordo com a LBI (Lei Brasileira de Inclusão). 

Os condomínios antigos também podem (e devem!) ser adaptados. Confira algumas dicas para garantir a acessibilidade no condomínio:

  • Piso tátil: fundamental para garantir a locomoção segura e independente de pessoas com perda total ou parcial da visão.
  • Rampas de acesso: o ideal é instalar rampas de acesso na entrada do condomínio e em áreas de uso comum, como salão de festa, piscinas, corredores e assim por diante.
  • Elevadores: devem apresentar portas largas (para permitir a entrada de cadeira de rodas) e também barras de apoio.
  • Escadas acessíveis: faixas de sinalização nos degraus, anel de corrimão tátil, placa em braile para corrimão e vários outros.
  • Banheiros de uso comum: devem contar com barras de apoio e sistema de alarme sonoro. 
  • Soluções em braile: invista também na instalação de placas em braile nas áreas comuns, na porta de elevadores e assim por diante. O mapa tátil também é uma solução muito indicada.
  • Vagas de garagem: a lei determina que, pelo menos, 2% das vagas de garagem sejam exclusivas para pessoas idosas ou com alguma necessidade especial. Estas vagas precisam ser diferenciadas, com maior espaço para movimentação de cadeiras de rodas, por exemplo.

Agora que você conhece o condomínio para idosos e também já sabe sobre a LBI, que tal implementar essas adaptações e melhorias? Conte com o financiamento condominial descomplicado do CondoConta, que oferece uma linha de crédito rápido, fácil e sem burocracia, exclusiva para condomínios. Não deixe de levar essa pauta para a próxima assembleia condominial!

Para abrir uma conta no CondoConta, baixe o nosso aplicativo e aproveite! É prático, rápido e super simples!

Quer saber mais sobre o CondoConta? Entre em contato conosco.

Gostou deste conteúdo? Para ler mais artigos como este, acesse o nosso blog.

X